Voltar

Fórum do PPP da Graduação

Tópicos [ Anterior | Próximo ]
Alternar
Fórum do PPP da Graduação Mauro Schramm 30/09/14 17:50
RE: Fórum do PPP da Graduação Mariana Campos Martins Machado 01/10/14 19:46
RE: Fórum do PPP da Graduação Vania Tanira Biavatti 06/10/14 10:37
RE: Fórum do PPP da Graduação Juliana Ferreira 02/10/14 13:13
RE: Fórum do PPP da Graduação Alisson Sonaglio 02/10/14 14:52
RE: Fórum do PPP da Graduação Kahina Thirsa Hostin 03/10/14 12:46
RE: Fórum do PPP da Graduação Thiago Kistenmacher Vieira 03/10/14 13:34
RE: Fórum do PPP da Graduação Leandro Lopes Costa 03/10/14 17:00
RE: Fórum do PPP da Graduação Gabriel Pierri de Souza 03/10/14 16:53
RE: Fórum do PPP da Graduação Camila Maria Novaski Hemkmaier 03/10/14 17:01
RE: Fórum do PPP da Graduação Hugo Mauricio Grubert 03/10/14 17:08
RE: Fórum do PPP da Graduação Leandro Lopes Costa 03/10/14 17:57
libertate opus est: o estudante faz seu curriculum Dominique Vieira Coelho dos Santos 03/10/14 20:37
RE: Fórum do PPP da Graduação Jéssica Dandara Oechsler 03/10/14 23:10
RE: Fórum do PPP da Graduação Juliana Pinheiro Hilgert 06/10/14 14:59
RE: Fórum do PPP da Graduação André Souza Martinello 07/10/14 12:38
RE: Fórum do PPP da Graduação Juliana de Mello Moraes 07/10/14 13:53
RE: Fórum do PPP da Graduação Dominique Vieira Coelho dos Santos 13/10/14 14:32
Disciplinas para compor o rol - Formação Geral Dominique Vieira Coelho dos Santos 10/11/14 14:51
RE: Fórum do PPP da Graduação Ana Paula Alves Barreto Capestrano 03/12/14 15:07
RE: Fórum do PPP da Graduação Ana Paula Alves Barreto Capestrano 10/12/14 08:14
Fórum do PPP da Graduação
Resposta
30/09/14 17:50

Discussão sobre a Proposta de Revisão do PPP da Graduação.


A Comissão responsável pela Revisão do PPP da Graduação (portaria FURB n° 840/2013) organizou o 1° Fórum Presencial – realizado dia 15 de setembro – que deliberou pela  abertura do Fórum Virtual. O material postado é referência para discussão nos Fóruns Virtuais e Presenciais.

Participe com sugestões.

 

Utilize a opção "Responder" (acima) para deixar sua colaboração.


RE: Fórum do PPP da Graduação
Resposta
01/10/14 19:46 em resposta a Mauro Schramm.

Boa noite,

Como não participei das reuniões, achei que a apresentação em slides somente não forneceu tantas informações esclarecedoras sobre as princpais mudanças propostas.

Sugiro montar uma tabela para cada eixo, como está atualmente, e o que realmente muda na nova proposta, de maneira a ficar mais claro e podermos opinar melhor.

 

Não sei se é cabível neste momento nem neste espaço, mas vejo que os cursos de graduação poderiam ter empresas juniores, e as atividades desenvolvidas serem consideradas AACCs.

Venho de experiência muito positiva com Empresa Júnior de Nutrição de uma universidade Federal, inclusive com encontros regionais, INTERNEJ, promovido pelas próprias empresas. É uma oportunidade de crescimento profissional e pessoal aos acdêmicos.

 

Atenciosamente, 

 


RE: Fórum do PPP da Graduação
Resposta
02/10/14 13:13 em resposta a Mauro Schramm.

Acho um grande avanço discurtirmos estas carências nas disciplinas do eixo articulador. Pois na experiência que tive nessas discplina em sua maioria não aproveitei quase nada na prática escolar. Os conteúdos e atividades no qual desenvolvi, eram muito distante da realidade que vive em sala. 

Parecia mais uma coisa do tipo: Atender as exigências de atividades, entrega de trabalho e garantir a nota para passar na disciplina. 

Outra deficiência é o distanciamento com os demais cursos (História, Matemática, Letras, etc.) não houve interação das áreas, afinidades o que causa blocos dentro da própria sala. Não há articulações de ideias.

Para estas duas questões sugiro que:

Para aproximar os debates com a realidade do ensino público, o professor da universidade faça um um trabalho de campo junto com os professores das escolas públicas, identificando suas demandas e trazê-las para dentro da universidade e construir junto com os academicos algo que realmente faça sentido. 

Sobre o distanciamento que existe entre os cursos nas disciplinas de eixo, uma alternativa é juntar turmas que possuem afinidades... ou então tentar outra metodologia que os aproximem e não os distanciem cada vez mais.

 

Abraços 


RE: Fórum do PPP da Graduação
Resposta
02/10/14 14:52 em resposta a Mauro Schramm.

Boa tarde,

Quanto a minha opinião sobre o eixo de articulação: 

* Primeiramente, acredito que ele deve ser livre. Enquanto estudantes de uma Universidade nossa formação deve ser ampla, e, portanto, deve permitir que, nós os acadêmicos, tenhamos autonomia e possamos integrar os processos que envolvem nossa aprendizagem.

* Em segundo lugar, defendo a implementação de disciplinas do eixo de articulação voltadas para a área de História, algo que hoje não ocorre. História da Educação, História da cultura africana, seriam disciplinas interessantes a serem implantadas.

* Por fim expresso minha preocupação quanto ao atual cenário destas disciplinas. Com assuntos em que não dizem respeito a nossa realidade profissional, salas muito lotadas, e por vezes falta de objetivos claros quanto a estas disciplinas, fazem com que , nós os acadêmicos, não tenhamos interesse nas mesmas.


RE: Fórum do PPP da Graduação
Resposta
03/10/14 12:46 em resposta a Mauro Schramm.

Primeira gostaria de comentar que essa discussão esta diretamente vinculada às demandas dos estudantes, então estes deveriam estar cientes das discussões desde o início.

É compreenssível a importância que a instituição da às propostas interdisciplinares (visto que não é uma demanda apenas da instituição), todavia, misturas estudantes de diversos cursos, sem uma análise dos perfis dos mesmos e sem uma proposta e alternativas claras de trabalho, para atingir o objetivo do diálogo entre as diversas áreas do conhecimento, estas disciplinas de eixo de articulação estão gerando muitos resultados para os estudantes.

Quanto ao meu curso, História, acredito que deveriam incluir disciplinas voltadas para estudo da Africa e povos Índigenas, visto que a legislação atual exige que o professor de História trabalhe estes temas. História dos povos Asiáticos ou orientais, ou museologia também seriam materias mais interessantes, a meu ver, para o curso de História, e poderiam estar inclusas na grades, entre tantas outras, se houvesse uma oferta maior de disciplinas optativas.

Minha opinião é que o acadêmico deveria ter mais liberdade e autonomia dentro da universidade, e uma alternativa para isso é possibilitar também mais disciplinas eletivas nas grades curriculares.


RE: Fórum do PPP da Graduação
Resposta
03/10/14 13:34 em resposta a Mauro Schramm.

Boa tarde.

Sobre os cursos do eixo, acredito que todo mundo sabe - ao menos os alunos - que essas aulas são feitas para preencher o requisitado. Não há interação entre as diferentes disciplinas e as discussões são superficiais de modo a gerar vários comentários negativos no pós-aula.

Embora o nome interdisciplinaridade agrade a muitos, na prática não serve. Após turmas de Pedagogia, Matemática, Artes, Educação Física e História, juntas, como foi em nosso caso em algumas disciplinas de eixo, acrescido às discussões para atingir todos os cursos, foi possível perceber que ninguém respeitava aquela disciplina tanto quanto as demais, a saber, aquelas específicas de seus respectivos cursos.

Acredito que para formação de bons historiadores, precisaríamos de disciplinas voltadas ao campo da História ou colocar várias disciplinas optativas, assim o graduando teria a liberdade de buscar melhor formação com auxílio dessas outras. Não é a obrigatoriedade que faz de um aluno um bom profissional no final do curso, mas sua liberdade e maturidade quanto ao que estudar. Acredito que teríamos o apoio de vários professores caso não precisássemos ter disciplinas obrigatórias de eixo. Se fizermos um abaixo-assinado, indubitavelmente a maioria esmagadora dos assinantes removeria tais disciplinas de sua graduação e acrescentaria alguma outra que colaborasse efetivamente para sua melhor formação.

Pode não ser óbvio aos idealizadores do eixo, mas aos graduandos, é nítida a falta de concordância quanto ao já mencionado. A despeito de ser licenciatura, a primeira vista essas disciplinas de eixo podem parecer importantes, mas de nada adianta já que a importância perde todo seu efeito ao passar à prática em sala de aula.

Ao meu ver, poderíamos ter outras disciplinas:

1 - Várias optativas

2 - História Moderna II

3 - Filosofia II

Há muito o que discutir, mas espero que essas disciplinas não mais sejam obrigatórias, pois a formação deve ser de ainda mais peso, professores e historiadores de peso, sem perda de tempo, créditos e conteúdo.

 


RE: Fórum do PPP da Graduação
Resposta
03/10/14 17:00 em resposta a Mauro Schramm.
Sugiro que o eixo articulador das licenciaturas seja desmobilizado, e que as disciplinas articuladas sejam eletivas ou optativas. Isso tornaria o processo de formação muito mais democrático. Infelizmente o atual formato de currículo, com seu excesso de disciplinas articuladas, não comporta uma melhor formação na área específica em que o estudante escolheu cursar.
Tendo em vista as demais atividades que a universidade propõe, como pesquisa, PIBID, entre outras, torna-se praticamente impossível dar conta do excesso de disciplinas do atual currículo, tão diversas e distantes de nossa realidade. Sem considerar as inúmeras outras deficiências desta proposta interdisciplinar, já elencadas anteriormente pelos colegas. Embora elas proponham uma interação impraticável entre cursos distintos, não são capazes de interagir com nossa própria formação, tornando-se mero espaço de descanso entre as disciplinas específicas (o que é, realmente, uma pena).
Creio que, se houver de fato uma flexibilização do eixo articulador, é possível pensar em um currículo um pouco mais enxugado e melhor estruturado, que conceda maiores possibilidades para o acadêmico desenvolver atividades com as quais possui maior interesse e afinidade. 
Não irei me estender, muitos pontos interessantes já foram mencionados, e precisam ser discutidos. Sugiro que nós, acadêmicos, possamos ser melhor inseridos neste debate. A proposta deste fórum virtual é louvável, mas é importante que sejamos parte deste processo de reelaboração do PPP, e que nossas sugestões sejam consideradas pela comissão responsável. 
 
 

RE: Fórum do PPP da Graduação
Resposta
03/10/14 16:53 em resposta a Mauro Schramm.
A atual grade disciplinar do curso de História deve ser revista de forma que não continue com estas disciplinas de eixo que forçam o aluno a terem as mesmas. Excluindo a liberdade de escolha. Minha opinião sobre como deveria partir para esta mudança, é referente a de uma proposta que dê mais liberdade de escolha sobre quais disciplinas do eixo o próprio acadêmico deseja se inscrever. Por exemplo, eu academico do curso de História, pretendo estudar em meu TCC sobre esportes urbanos, entretanto não tenho tempo (para cursar fora do horário de aula), nem poder de escolha e muito menos uma disciplina sobre História do esporte e etc., portanto acho que seria válido a grade dos cursos disponibilizarem disciplinas verdadeiramente optativas e eletivas e acessíveis, nas quais, o academico que desejasse fazer a mesma, estaria livre para isto, e não uma "regra" em que todos os estudantes da sala tivessem obrigatoriedade de realizar a mesma disciplina. Assim, ao meu ver, a interdisciplinaridade entre as areas do conhecimento se aplicaria de uma forma mais verdadeira, e não continuaria com  esta falsa interdisciplinaridade, onde os professores fingem que ensinam e os alunos são obrigados a fingirem que aprendem...

RE: Fórum do PPP da Graduação
Resposta
03/10/14 17:01 em resposta a Mauro Schramm.

Inicialmente, acredito que o eixo de articulação deveria ser, não somente livre, mas reduzido. Infelizmente, a grande quantidade de horas destinada às disciplinas de articulação fazem com que algumas disciplinas específicas não tenham o espaço adequado no currículo. A redução das disciplinas interdisciplinares permitiria que a formação específica se tornasse mais ampla, abrangendo temas e discussões que no momento não existem.

Um dos principais problemas com as disciplinas de articulação é a tentativa frustrada de integrar pessoas de diferentes cursos na mesma sala. Os alunos possuem, além de diferentes perfis, diferentes necessidades, que nem sempre são atendidas pelo professor que ministra as disciplinas. Um exemplo disso é a disciplina de produção textual II, cuja proposta é a elaboração de artigos científicos, em que um dos maiores problemas é a falta de conhecimento, por parte do professor (da área de letras), das metodologias da história, como a referência de documentos e a diferenciação entre bibliografia e documento textual, o que faz com que os acadêmicos de história não tenham um auxílio adequado na elaboração do artigo.  

Eu não acredito que as disciplinas de produção textual sejam inúteis, porém, acredito que cada área do conhecimento possui uma escrita diferente e que isso deva ser respeitado, portanto, proponho que as aulas de produção textual (e as outras disciplinas do eixo de articulação) sejam ministradas por professores capazes de compreender as diferentes escritas e atender as necessidades de cada área do conhecimento. 


RE: Fórum do PPP da Graduação
Resposta
03/10/14 17:08 em resposta a Mauro Schramm.

Como já salientado por outros acadêmicos neste fórum, acredito que a maior liberdade de escolha das matérias de eixo seria um ponto positivo em nossa formação. Bem como: matérias ministradas por professores com conhecimento dos temas e métodos importantes para cada curso que participa da matéria; um esforço maior em fomentar o diálogo entre estes (pois acredito que a discussão entre as áreas é importante para a formação acadêmica, ela apenas não tem sido bem explorada); a abordagem de temas que nos aproximem dos interesses de nossa formação.

Nos moldes como estão sendo aplicadas estas disciplinas, poucas (não digo todas) despertam o interesse dos acadêmicos e estimulam a interação entre os cursos. Sendo, desta forma, algo tedioso e obrigatório frequentado pelos alunos apenas em função das notas.


RE: Fórum do PPP da Graduação
Resposta
03/10/14 17:57 em resposta a Mauro Schramm.

Infelizmente temos um universo imenso de disciplinas de suma importância para a nossa formação, que tem sido sacrificadas em detrimento do eixo de articulação. Apenas a título de exemplo, cito as disciplinas de História do Brasil IIII, Teoria e Metodologia da História IIII, História e Documento, Africanidades e Indígenas, entre inúmeras outras. 

A interação com outras disciplinas é fundamental. Nosssa área é, por natureza, interdisciplinar. Mas há que se atentar para a forma como estas disciplinas são articuladas, sobretudo no que diz respeito a quantidade de disciplinas de eixo, que em excesso apenas prejudica nossa formação. Acredito que a redução da carga horária do eixo e a concessão de liberdade de escolha ao estudante são algumas das opções viáveis.


libertate opus est: o estudante faz seu curriculum
Resposta
03/10/14 20:37 em resposta a Mauro Schramm.

Minha proposição é um Eixo livre, o estudante escolhe.

Como deve ficar o Eixo Geral?

Disciplina Eletiva I; Disciplina Eletiva II; Disciplina Eletiva III; Disciplina Eletiva IV; Disciplina Eletiva V; Disciplina Eletiva VI; Disciplina Eletiva VII.

Como funciona? 

No primeiro semestre letivo, o estudante faz disciplinas específicas de sua área em 4 dias da semana (por ex: Seg. Ter. Qua e Qui) e em um dia (por ex. Sex) faz a Disciplina Eletiva I. No segundo semestre, o mesmo para Eletiva II, e assim por diante. O estudante poderá escolher qualquer disciplina existente na FURB, desde que esteja livre no horário já determinado no currículo de seu curso e que tenha vagas. Ou seja, em 2015.1, no curso x, a Eletiva I está na sexta-feira. Há na FURB várias disciplinas neste dia e horário. Uma delas, a disciplina y, tem 40 vagas e já tem 32 matriculados. Isto significa que 8 estudantes podem se matricular nela. Assim que ela for preenchida ela desaparece da lista de eletivas e o estudante deve escolher outra, e assim por diante. Isto criará mobilidade na IES, proporcionará formação ampla e geral, flexibilização, autonomia, o estudante se sentirá muito mais realizado fazendo uma disciplina que ele mesmo escolheu, e por fim, ainda preencherá vagas ociosas em disciplinas menos frequentadas.

Uma outra possibilidade é semelhante, mas com 4 disciplinas eletivas destas dentre todas da FURB e 3 de outros centros diferentes daquele no qual o estudante está matriculado. Também é possível que no lugar da Disciplina Eletiva VII, exista uma disciplina chamada "Projeto de Extensão". Nela, o estudante deve estabelecer um diálogo entre a FURB e a comunidade Regional do Vale do Itajaí a partir de sua área, isto fará com que a IES não fique fechada em seus próprios muros. 

Como deve ficar o Eixo das Licenciaturas?

Disciplina Eletiva I; Disciplina Eletiva II; Disciplina Eletiva III; Disciplina Eletiva IV; Disciplina Eletiva V; Disciplina Eletiva VI; Disciplina Eletiva VII.

Fiz um slide contendo estas propostas para os dois eixos utilizando PPT e na próxima reunião gostaria que o mesmo fosse apreciado.

Para o estudante, acredito ser esta a melhor opção, pois ele será livre para escolher seu currículo. Todavia, se esta tese não for aceita, então, que cada curso tenha liberdade para formar seu próprio núcleo pedagógico, ou, no máximo, articulado dentro do próprio centro ao qual o curso pertence e não sob a imposição das vontades de um Centro específico, como ocorre atualmente.


RE: Fórum do PPP da Graduação
Resposta
03/10/14 23:10 em resposta a Mauro Schramm.

É deprimente e decepcionante pagarmos um valor tão alto pela mensalidade de nosso curso e nos depararmos com matérias que acabam não acrescentando em nada na nossa vida acadêmica. As propostas das disciplinas eram boas, porém na prática, acabou não funcionando. Deixamos de aprender muitas coisas importantes para nossa vida acadêmica e profissional para tratar de temas que em geral não serão utilizados por nós. Estas matérias passaram “em branco” e serviram apenas para ocupar espaço na grade. A proposta de interdisciplinaridade também não funcionou, tendo em vista a grande diferença entre os cursos, pois estes em geral não compartilham dos mesmos interesses. Estes disciplinas acabam não sendo levadas a sério pelos alunos, considerando que muitas vezes os trabalhos foram monótonos e de um tema que nada influencia na nossa formação. Acredito que um eixo livre seria muito interessante para os alunos, poderíamos escolher matérias de nosso agrado de acordo com pesquisas e interesses profissionais que escolhemos. Ou então, o espaço ocupado por estas disciplinas poderia ser ocupado por mais matérias próprias para nosso curso, que por falta de ‘espaço’ na grade curricular, acabaram sendo excluídas.


RE: Fórum do PPP da Graduação
Resposta
06/10/14 10:37 em resposta a Mariana Campos Martins Machado.
Mariana Campos Martins Machado:

Boa noite,

Como não participei das reuniões, achei que a apresentação em slides somente não forneceu tantas informações esclarecedoras sobre as princpais mudanças propostas.

Sugiro montar uma tabela para cada eixo, como está atualmente, e o que realmente muda na nova proposta, de maneira a ficar mais claro e podermos opinar melhor.

 

Não sei se é cabível neste momento nem neste espaço, mas vejo que os cursos de graduação poderiam ter empresas juniores, e as atividades desenvolvidas serem consideradas AACCs.

Venho de experiência muito positiva com Empresa Júnior de Nutrição de uma universidade Federal, inclusive com encontros regionais, INTERNEJ, promovido pelas próprias empresas. É uma oportunidade de crescimento profissional e pessoal aos acdêmicos.

 

Atenciosamente

 

 

Apesar dos prazos terem se esgotado para contribuições no fórum virtual, entendo que a contribuição da professora Mariana C M Machado sugerindo uma tabela para cada eixo informamdo como está atualmente, e o que realmente muda na nova proposta, ainda é válida. 


 

RE: Fórum do PPP da Graduação
Resposta
06/10/14 14:59 em resposta a Mauro Schramm.

Acho muito complicada a ideia de termos um eixo articulador de disciplinas dentro da universidade. Por mais que sejam todas licenciaturas cada uma tem suas especificidades, cada área tem suas metodologias. Não dá pra colocar todas as licenciaturas em uma sala e dizer: vocês tem que fazer assim. Porque ensinar História é de um jeito, ensinar Matemática é de outro, e assim por diante. Assim como há diferenças entre as diversas idades de aprendizado. Creio que seria muito mais proveitoso para todos se a FURB disponibilizasse mais disciplinas optativas de áreas deficitárias do currículo, no caso da História, poderia ter História da África, Ásia, Indumentária, Música e Arte. Sendo que algumas dessas disciplinas são disponibilizadas pela FURB para outros cursos sendo ministradas por professores do curso de História.

Minha experiência com disciplinas do eixo:

- A maioria delas eram voltadas para Pedagogia e Letras, pouco podia ser aproveitado para os estudantes de outros cursos.

- Não promoveu interação entre os estudantes, pelo contrário, só aumentava a distância entre os mesmos.

- Tive uma disciplina em que a professora só dava aula para as alunas de Pedagogia, era como se os outros alunos não existissem.

- Salas super lotadas.


RE: Fórum do PPP da Graduação
Resposta
07/10/14 12:38 em resposta a Mauro Schramm.

Acho importante estarmos sempre abertos e em diálogos com vários
campos e áreas do saber, particularmente da Educação, já que somos
professores, mesmo em formação.

Dentro de um curso de licenciatura, com média de 4 anos de
duração, me parece que uma ou no máximo, duas disciplinas vindas das
áreas Pedagógicas (e de departamento que não da História), já
contempla a proximidade e afinidade necessárias.
Visto que, por exemplo, se graduação em Pedagogia titula licenciados
habilitados a trabalharem nas séries do Fundamental Básico (o já tão
antigo ‘Primário’ que ia até 4ªsérie), e o curso de História titula
profissionais habilitados a trabalharem com Ensino Fundamental e
Ensino Médio, acredito que existe uma larga tradição, experiência,
teorias, mecanismos, literatura, métodos e maneiras muito bem
desenvolvidas e elaboradas dentro do campo da História.
No Brasil, já existe, inclusive, programas de Pós-Graduação muito bem consolidados do
ensinar história assim como teóricos, autores e especialistas em
Ensino de História (sendo linhas de pesquisa do ensinar histórico em Programas de Pós-Graduação em Educação, seja em História).

Temos sim, um sub-campo de pesquisa e
intervenção (inclusive com constante diálogo com várias áreas da
Educação e com educadores de maneira geral) que nos permite dentro do
departamento de História e Geografia da FURB, oferecer as cargas
horárias necessárias e obrigatórias referentes às temáticas da Licenciatura.

        Não desejando polemizar a questão ou tecer provocações de mérito,
quero aqui lembrar que se a licenciatura da educação (a graduação em
Pedagogia, por exemplo) forma pessoas para atuarem no ensino básico primeiro e a
licenciatura em História forma pessoas para atuarem inclusive no ensino médio, defendo que seja necessário ampliarmos a nossa carga horária de Ensino de História, por professores com essa titulação, formação e experiência. Muitos estudantes reclamam que as disciplinas de Eixo não tem relação com Ensino de História, nem se utilizam do jargão do mesmo e o pior, afirmam que professores vindos de outros departamentos não conhecem a bibliografia a respeito das propriedades da educação histórica. Ou seja, os graduandos em História da FURB não têm encontrado, diálogo e relação; questionando inclusive, o excesso de carga horária dessas disciplinas de Eixo. Acredito e defendo que fazendo uma discussão por dentro da própria História, teremos uma relação mais profunda e direta com a Educação e com a Interdisciplinaridade, estudando propriamente peculiaridades que requerem os ensinantes e aprendentes da consciência e saberes históricos.

Com todo respeito ao educador brasileiro que mais títulos de doutor honoris causa recebeu das universidades mundo afora – o querido mestre Paulo Freire – quero defender que a redução da carga horária das disciplinasvindas da Educação não seja uma forma de nos afastarmos dela, mas sim de contribuirmos definitivamente com um olhar mais próprio e respeitoso que o ensino de história requer. Escutemos nosso principal público: estudantes de História. As opiniões dos graduandos (seja os que acabaram de ingressar, seja aqueles saindo do curso) têm muito mais a nos dizer do que as reuniões professorais e entre departamentos.

Att,

André Souza Martinello


RE: Fórum do PPP da Graduação
Resposta
07/10/14 13:53 em resposta a Mauro Schramm.

De acordo com as discussões da reunião anterior, envio alguns links a respeito do curso "Estudos Gerais" da Universidade de Lisboa, o qual possui uma composição bastante interessante. A proposta estabelece relações entre distintas áreas do conhecimento, incluindo cursos aparentemente distantes/estanques como Astronomia, História e Arte. 

Esse é um exemplo para nossa reflexão, tendo em vista o nosso objetivo maior de formar alunos para a cidadania ativa, o respeito a diversidade, etc. Mais do que mera adequação a legislação vigente, é inconteste que todos estamos integrados no mesmo projeto de conformar uma Universidade ainda mais dinâmica e capaz de preparar cidadãos aptos para enfrentar os desafios da atualidade, bem como profissionais sensíveis as diferenças, assimetrias e aos dilemas referentes a nossa sociedade.

Propostas do curso: http://www.fba.ul.pt/cursos/licenciaturas/estudos-gerais/

Matriz curricular: http://www.letras.ulisboa.pt/pt/cursos/licenciaturas-1-ciclo/estudos-gerais

Reportagem sobre o curso, incluindo o depoimento de alunos: http://www.publico.pt/portugal/noticia/estudos-gerais-e-um-curso-para-curiosos-inquietos-1669347

 

 

 

 


RE: Fórum do PPP da Graduação
Resposta
13/10/14 14:32 em resposta a Mauro Schramm.

Saudações colegas,

Há algo que gostaria de registrar sobre o nosso Curso de História da FURB. A FURB não está aproveitando todas as possibilidades que este curso oferece, há algumas temáticas que o Departamento de História e Geografia poderia oferecer para a Universidade e que não foram ainda contempladas. Não existe qualquer intenção de departamentalizar toda e qualquer disciplina que tenha "história" no nome para o nosso Departamento, pois em vários campos ou não possuimos uma tradição de diálogo com as áreas ou há algum professor ministrando a disciplina com muito mais profundidade, este é o caso da música, por exemplo, que tem o professor Roberto, que tem mestrado na área de musicologia e conhece muito bem a história da música, e também o caso do direito, pois a professora Ivone Lixa tem doutorado na área de Hermenêutica, estudou Gadamer no mestrado, e certamente ministra com maestria as disciplinas relacionadas com as temáticas de história das instituições jurídicas. No entanto, há algumas áreas com as quais o nosso Curso de História pode contribuir. Cito, então, a seguir, alguns exemplos.

História da Educação. Esta é uma disciplina que poderia auxiliar qualquer estudante de licenciatura a compreender o processo educacional geral e brasileiro, numa perspectiva de análise crítica da História, da Educação, da Pedagogia e da História da Educação, privilegiando os aspectos históricos e historiográficos de tais temas.

História e Cultura Afro-Brasileira. Esta é uma disciplina que auxiliaria nossos estudantes a terem uma compreensão das temáticas relacionadas com a história e cultura africana e afro-brasileira, o que, além de dar subsídios epistemológicos para abordagem do tema, evidencia também que a FURB tem interesse em preparar professores para o cumprimento das leis relacionadas a esta questão na educação básica.

História e Cultura indígena.  Esta é uma disciplina que auxiliaria nossos estudantes a terem uma compreensão das temáticas relacionadas com a história e cultura indígena, o que, além de dar subsídios epistemológicos para abordagem do tema, evidencia também que a FURB tem interesse em preparar professores para o cumprimento das leis relacionadas a esta questão na educação básica.

História de Santa Catarina. Esta disciplina serviria para problematizar as percepções relativas à trajetória histórica e o processo de formação da gente catarinense, promovendo debates sócioeconômicos-políticos e culturais para apreender a realidade atual na sua diversidade e múltiplas dimensões temporais. É uma disciplina, por exemplo, que o Serviço Social tem (com o nome de História Regional e Local) e que tem auxiliado aquele curso, a pensar a realidade de Santa Catarina. Quais Cursos da FURB tem a mesma necessidade e interesse? Compreender historicamente o Estado no qual estão situados?

História das Ciências. Esta é uma disciplina que poderia contribuir para que inúmeros cursos da FURB pudessem historicizar o conceito de ciência, compreender suas possibilidades, operacionalidades etc. É uma área tão consolidada, que existe até mesmo uma Sociedade Brasileira de História da Ciência. É uma disciplina que várias universidades brasileira tem, tanto na graduação quanto na pós, e a FURB deixa de aproveitar, uma vez que o nosso Curso de História poderia colaborar neste sentido.

História do Livro e da Leitura. Esta é uma disciplina que poderia contribuir com diversos cursos também, sobretudo o de Literatura. É uma disciplina que existe quase com o mesmo nome no jornalismo, mas lá, aborda também a mídia.

Tópicos de Estudos Clássicos e Orientais - Esta é uma disciplina para discutir com os estudantes da FURB a história, cultura e sociedade das culturas clássicas e orientais, historicizando as matrizes de pensamentos da Antiguidade. O Curso de letras, por exemplo, tem uma disciplina semelhante em seu currículo de 2011, ela se chama "Cultura Greco-Romana". Na qualidade de coordenador do GT de História Antiga e Medieval de Santa Catarina e especialista nesta área, vejo duas coisas que poderiam ser ampliadas nesta disciplina: 1) o fato de ela nunca ser ministrada de fato, figura como optativa, mas não ocorre; 2) o fato de se restringir à Grécia e Roma. É uma disciplina que também poderia colaborar com alguns cursos. Letras, porque tem Latim 1 e 2 no Curso, portanto, compreender a Antiguidade aprofundaria as discussões, porque Homero é fundamental para compreender a literatura ocidental (o romance moderno é profundamente devedor de Homero, por exemplo, uma vez que não seria possível sem o Ulisses, de James Joyce); Pedagogia, uma vez que compreender como funcionava a educação e os processos de ensinar e aprender na Antiguidade proporcionaria momentos de reflexão significativos, até mesmo sociedades não estudadas nestes cursos, como as da Mesopotâmia, tem muito a contribuir, cito, por exemplo, as escolas da Mesopotâmia, a E.DU.BA, ou casa dos tablets, com suas reflexões sobre a escola, o currículo, a relação professor-aluno nas sociedades cuneiformes, além do fato de a escrita ter se desenvolvido no chamado "oriente próximo"; Teatro, por causa, por exemplo, do teatro grego: tragédias e comédias; Artes, pois historicizar tais sociedades auxiliaria a compreender porque a arte que faziam era de tal maneira; Filosofia, que espero que seja criado em breve na FURB. Além disso, compreender o pensamento clássico e oriental é parte da formação integral geral e humana de várias universidades no mundo inteiro, mas na FURB o tópico não tem sido aproveitado para proporcionar estas reflexões aos nossos estudantes.

Até mesmo no programa de mestrado e, tomara, doutorado, em Educação, os professores do Curso de História poderiam contribuir e não fazem parte. Poderia haver no referido programa, por exemplo, uma quarta linha de pesquisa intitulada: Cultura Histórica, Didática da História e História da Educação, que aglomeraria reflexões sobre Educação, Sociedade e Cultura da Antiguidade ao Tempo Presente. Eu mesmo poderia ministrar uma disciplina chamada: Educação, Sociedade e Cultura na Antiguidade. Certamente, outros professores também poderiam contribuir com suas pesquisas. Há programas no país que tem linhas semelhantes, na FURB não.

Ou seja, o Curso de História poderia contribuir mais com a Universidade, há muito que poderíamos fazer juntos e não fazemos. O Curso de História não tem tido o devido espaço na formação curricular geral, isto precisa ser revisto pela instituição. Seria algo que colaboraria com a Universidade, auxiliaria na reflexão sobre as transformações e permanências das ações humanas no tempo, aprofundaria uma formação humana e geral, contemplando também a dimensão histórica do ser humano, fortaleceria o Curso de História e o Departamento de História e Geografia, criaria mais espaços de trabalho para professores de História na FURB, o que certamente auxiliaria a ampliar o corpo docente, melhorando a qualidade do Curso, e nos ajudando na abertura de um programa de mestrado etc.

Por um lado, deixo estas contribuições. Por outro, um questionamento que não posso deixar de fazer: nossos estudantes não podem ter a liberdade de escolher que tipo de formação geral querem ter? Será que um estudante de matemática precisa ter a mesma formação geral de um filósofo? Será que um estudante da licenciatura em biologia precisa ter as mesmas disciplinas de formação geral que um da letras? Pensando em uma formação geral, por exemplo, faz muita falta para um licenciando em História disciplinas como: Filosofia, Sociologia, Antropologia e História da Arte. Por que os estudantes não podem ter disciplinas assim como formação geral? Filosofia, Sociologia, Antropologia e História da Arte não são disciplinas de formação geral? Será que há espaço na FURB para eixos democráticos de disciplinas de caráter pedagógico, humanístico, histórico, e de formação geral? Algo nascido do diálogo e  contemplando também a Arte, a História, a Filosofia, a Sociologia e a Antropologia, respeitando, então, as peculiaridades e necessidades de cada área e também a dos estudantes, e não uma imposição?

 


Disciplinas para compor o rol - Formação Geral
Resposta
10/11/14 14:51 em resposta a Mauro Schramm.

Saudações colegas,

Depois de nossas reuniões e de analisar as propostas dos grupos, analisei todos os currículos disponíveis no site da FURB, averiguando as disciplinas já existentes. Se quisermos, podemos proporcionar aos nossos estudantes uma vasta gama de opções para quando estes forem escolher as disciplinas de formação geral.

Nem é preciso a FURB criar disciplinas novas, utilizando apenas as já existentes podemos fazer esta mudança. Como temos 5 teses, compostas por 5 grupos de trabalho, conflitando ou não entre si, aguardando avaliação dos pares para posterior apreciação em Forum, encaminho esta reflexão. 

O acadêmico pode fazer, por exemplo, três disciplinas dentre todas presentes no rol, que foi pensado tendo em vista os processos de ensino e aprendizagem e considerando o estudante, tentando proporcionar-lhe uma formação geral que não se limite aos conteúdos oferecidos por um ou dois departamentos ou centros. Afinal, todos os centros de nossa universidade podem contribuir para a formação geral de nossos estudantes:

O que todo estudante de bacharelado da FURB precisará fazer?

1) Disciplina Eletiva - 72 horas

2) Disciplina do rol de Formação Geral - 72 horas

3) Disciplina do rol de Formação Geral - 72 horas

 

Rol de Formação Geral:

ADM.0032.00-6 Teoria Geral da Administração

MAT.0093.00-9 Matemática Básica

ADM.0142.00-6 Formação de Novos Empreendimentos

ARQ.0136.00-6 Introdução à Arquitetura e Urbanismo

ART.0172.00-6 Teorias da Arte

ART.0181.00-5 Elementos da Linguagem Visual

ART.0186.00-7 Arte na Educação

ART.0195.00-6 Semiótica

CFA.0067.00-6 Introdução a Biomedicina

CNA.0261.00-5 Genética Geral

CNA.0219.00-9 Biologia Celular

CNA.0221.00-3 Anatomia Humana

CNA.0284.00-5 Geologia Geral

CNA.0241.00-4 Fundamentos de Ecologia

CNA.0293.00-4 Ecologia Animal

CNA.0250.00-3 Educação Ambiental

CMP.0147.00-2 Introdução à Programação

CMP.0084.00-0 Introdução à Computação

DIR.0127.00-4 Legislação em Informática

CON.0132.00-3 Contabilidade de Recursos Humanos

CON.0091.00-5 Teoria da Contabilidade

CON.0122.00-8 Planejamento e Controle Orçamentário

ECO.0118.00-4 Fundamentos de Economia

ECO.0120.00-9 Mercado de Capitais

ECO.0123.00-8 Economia Política

ECO.0124.00-4 Formação Econômica do Brasil

ECO.0129.00-6 Economia Internacional

SOC.0160.00-5 Sociedades, Religiões e Territórios

SOC.0166.00-3 Culturas e Fenômenos Religiosos

SOC.0063.00-0 Diálogos Interculturais e Diversidade Religiosa

SOC.0069.00-8 Introdução aos Textos e Narrativas Sagradas

SOC.0092.00-0 Antropologia Brasileira

SOC.0014.00-4 Sociologia do Conhecimento

SOC.0157.00-4 Política Mundial e Globalização

COM.0021.00-9 Mídia

COM.0040.00-9 Comunicação Comunitária

COM.0045.00-0 Comunicação e Sociedade

COM.0052.00-7 Fotografia Digital

DES.0018.00-1 Introdução ao Design

DIR.0005.00-6 Introdução ao Direito

DIR.0003.00-3 Hermenêutica Jurídica

DIR.0047.00-0 Teoria Geral do Processo

DIR.0120.00-0 Direitos Humanos

DIR.0122.00-2 Direito Educacional

DIR.0125.00-1 Direito Eleitoral

EDU.0175.00-1 Educação Inclusiva

ART.0241.00-8 Arte e Educação Especial

LET.0153.00-0 Sistema Braille

LET.0162.00-0 Libras

EDU.0208.00-7 Teoria e Prática Edu. da Pessoa c/ Altas Habilidades/Superdotação

EFI.0130.00-8 Manifestações Rítmicas e Expressivas

EFI.0133.00-7 Bases Históricas e Antropológicas da Educação Física e Esportes

EFI.0059.00-1 Psicomotricidade

EFI.0138.00-9 Crescimento, Desenvolvimento e Aprendizagem Motora

EFI.0140.00-3 Introdução a Ginástica

EFI.0142.00-6 Epistemologia da Educação Física

ENF.0029.00-5 Primeiros Socorros

EFI.0145.00-5 Pedagogia do Esporte

EFI.0156.00-7 Capoeira

EFI.0157.00-3 Introdução a Lutas

ENF.0035.00-5 Enfermagem na Sociedade

EQU.0131.00-1 Introdução à Engenharia de Alimentos

CNA.0115.01-7 Ciências do Ambiente I

CFA.0098.00-9 Nutrição Básica

ARQ.0045.00-0 Desenho Fundamental

ECV.0095.00-9 Introdução à Engenharia Civil

ELT.0245.00-5 Eletricidade Básica

ELT.0248.00-4 Fundamentos das Engenharias Elétrica e de Telecomunicações

ELT.0253.00-8 Eletromagnetismo

EFL.0104.00-0 Introdução à Engenharia Florestal

EFL.0119.00-8 Ciências do Trabalho Florestal

EFL.0140.00-7 Política e Legislação Florestal

EFL.0145.00-9 Recuperação de Áreas Degradadas

ELT.0250.00-9 Introdução à Engenharia Mecânica

EPR.0034.00-0 Introdução à Engenharia de Produção

FIS.0048.00-1 Mecânica Fundamental

EQU.0072.00-5 Introdução à Engenharia Química

CFA.0056.00-4 Introdução à Farmácia

CFA.0078.00-8 Hematologia

FIT.0024.00-8 Fundamentos e História da Fisioterapia

CNA.0228.00-8 Neuroanatomia

HIS.0098.01-3 Teoria e Metodologia da História I

HIS.0099.00-1 História da Educação

SOC.0111.00-4 Antropologia

FIL.0070.00-2 Filosofia

HIS.0080.00-9 História e Relações de Gênero

HIS.0087.00-3 História do Vale do Itajaí

HIS.0085.00-0 História de Santa Catarina

HIS.0106.00-8 História do Corpo

COM.0001.01-4 Teorias da Comunicação I

COM.0019.01-9 Fotografia I

COM.0059.00-1 Mídia Regional

COM.0060.00-0 Teorias do Jornalismo

COM.0061.00-6 Jornalismo Digital

COM.0067.00-4 Jornalismo Internacional

LET.0025.01-0 Língua Espanhola I

LET.0137.00-5 Linguística

LET.0138.01-0 Língua Latina I

LET.0140.01-4 Língua Inglesa I

LET.0141.01-0 Língua Portuguesa I

LET.0139.01-6 Teoria Literária I

ART.0216.00-3 História da Música Popular Brasileira

EFI.0067.00-4 O Lúdico como Processo de Aprendizagem

HIS.0092.00-7 Cultura Greco-Romana 

LET.0044.01-5 Literatura Brasileira I

LET.0169.00-4 Alemão I

LET.0168.00-8 Literatura Alemã I

LET.0172.00-5 Políticas Linguísticas

MAT.0198.00-5 Módulos de Matemática Básica

MAT.0116.00-9 Lógica Matemática

MAT.0015.00-7 Cálculo Numérico

FIS.0049.00-8 Tópicos de Física

MED.0128.00-0 Saúde Comunitária

ART.0111.00-7 Arte e Cultura Contemporânea

ART.0225.00-2 Desenho da Figura Humana

ART.0229.00-8 Estudo da Cor

ART.0177.00-8 Gêneros e Formas Musicais

ART.0241.01-6 Canto Coral I

ART.0246.01-8 Educação Vocal I

ART.0173.01-0 Teoria e Percepção I

CFA.0080.00-2 Farmacologia

LET.0154.00-7 Literatura Infantil

PSI.0107.00-3 Auto-Conhecimento e Convivência em Grupo

EDU.0169.00-1 Tecnologia Educacional e Aprendizagem

EDU.0177.00-4 Linguagem e Ludicidade na Infância

PSI.0112.00-7 História da Psicologia

PSI.0116.00-2 Epistemologia da Psicologia

FIS.0036.00-3 Física Geral e Experimental

QUI.0102.00-3 Química Fundamental

QUI.0013.00-2 Química Geral

ADM.0070.00-0 Introdução ao Comércio Exterior

ADM.0213.00-0 Gestão de Pessoas

ADM.0021.00-4 Gestão de Conflitos e Negociação

COM.0055.00-6 Relações Públicas

SSO.0029.00-5 Introdução ao Serviço Social

SSO.0050.00-4 Serviço Social e Realidade Social

SSO.0041.00-5 Serviço Social, Família e Gerações

CMP.0085.00-7 Programação de Computadores

ART.0190.01-2 História do Teatro I

ART.0244.01-5 Improvisação I

ART.0245.00-3 Maquiagem e Caracterização

ART.0247.01-4 Dança Cênica I

ART.0251.01-1 Interpretação Teatral I

ART.0253.00-6 Aspectos Visuais do Teatro

ADM.0217.00-6 Comportamento do Consumidor

ADM.0218.00-2 Marketing Básico

COM.0049.00-6 E-commerce e Internetmarketing

CON.0150.00-1 Gestão de Preços

ADM.0200.00-6 Teorias do Lazer

ADM.0202.00-9 Organização de Eventos

ADM.0204.00-1 Turismo Lazer e Cultura

 


RE: Fórum do PPP da Graduação
Resposta
03/12/14 15:07 em resposta a Mauro Schramm.
A proposta do CCSA é a retirada da obrigatoriedade das três disciplinas do eixo geral, com o objetivo de manter a autonomia dos cursos em componentes curriculares que atendam as DCN’s que exigem componentes curriculares nas áreas de humanas e outras. Como justificativa foi discutido em reunião do COnselho de Centro que os conteúdos/temas, exigidos pelas DCN’s, sejam incluídos nas grades de diversas formas: seminários, extensão, pesquisa ou até mesmo em disciplinas, mas a obrigatoriedade de oferecer esses conteúdos em forma de disciplinas pode não ser o ideal para alguns cursos. 

RE: Fórum do PPP da Graduação
Resposta
10/12/14 08:14 em resposta a Mauro Schramm.

Abaixo segue a análise do Centro de Ciências Sociais Aplicadas:

Histórico

O Projeto político-Pedagógico do ensino de Graduação da FURB, foi aprovado em 2006 e prevê no tópico “2.3.1 Eixos” a obrigatoriedade de dois eixos: “2.3.1.1 Eixo Geral que constitui da obrigatoriedade da inserção de uma carga horária mínima de 252h/a, sendo 144h/a para as disciplinas obrigatória Universidade, Ciência e Pesquisa e Desafios Sociais Contemporâneos e uma carga horária de 72h/a para as disciplinas optativas Linguagem Científica, Dilemas Éticos e Cidadania e Comunicação e Sociedade.

Durante estes oito anos da implantação das disciplinas obrigatórias, diversos problemas foram identificados, dentre eles:

  • A Ideia inicial quando da aprovação do PPP era que as disciplinas pudessem ser ministradas por qualquer professor da Universidade que fizesse um curso para lecionar, não sendo aplicado;
  • As disciplinas não têm agradados os alunos;
  • O Conteúdo da maioria das disciplinas não atende a necessidade dos cursos;
  • Os NDE`s não tem controle sobre os conteúdos abordados;

Por solicitação da comunidade em geral, este tema voltou em discussão e agora está sendo rediscutido o eixo comum.

Análise

O objetivo dos Projetos Políticos Pedagógicos é dar subsídios para os Núcleos Docentes Estruturantes dos Cursos para que os mesmos incluam nos PPPs dos cursos componentes curriculares de forma a melhor formar o aluno, componentes estes que não podem alterar as diretrizes determinadas pelo Conselho Nacional de Educação.

O CNE emitiu o parecer 29/2007 acerta de consulta relativa às Diretrizes Curriculares Nacionais e à duração mínima e máxima dos cursos de graduação, sendo o voto da relatora “É competência do Conselho Nacional de Educação deliberar sobre Diretrizes Curriculares Nacionais..”.

Embora o Projeto Político Pedagógico tenha o objetivo de delinear diretrizes para os cursos, as mesmas não podem alterar as diretrizes impostas pelo CNE, e não cabe impor a aplicação das diretrizes em formas de disciplinas.

Em relação as diretrizes dos cursos de bacharelado do CCSA, o CNE determina a inserção nos componentes curriculares dos seguintes conteúdos:

 

 

 

RESOLUÇÃO

CURSO

CONTEÚDOS GERAIS

Res.CNE/CES 10

Contábeis

Compreender as questões científicas, técnicas, sociais, econômicas e financeiras.

10/12/2004

 

Res. 13

Turismo

Conteúdos Básicos: estudos relacionados com os aspectos sociológicos, antropológicos, históricos, filosóficos, geográficos, culturais e artísticos.

24/11/2006

 

Res. 4

Administração

Conteúdos de Formação Básica: relacionados com estudos antropológicos, sociológicos, filosóficos, psicológicos, ético-profissionais, políticos, comportamentais, econômicos e contábeis. Bem como os relacionados com as tecnologias da comunicação e da informação e das ciências jurídicas.

13/07/2005

 

 

 

Res  4

Economia

Conteúdos de Formação Geral, que têm por objetivo introduzir o aluno ao conhecimento da ciência econômica e de outras ciências sociais, abrangendo também aspectos da filosofia e da ética (geral e profissional), da sociologia, da ciência política e dos estudos básicos e propedêuticos da administração, do direito, da contabilidade, da matemática e da estatística econômica.

13/07/2007

 

 

 

Res. 4

Secretariado

Conteúdos de Formação Geral, que têm por objetivo introduzir o aluno ao conhecimento da ciência econômica e de outras ciências sociais, abrangendo também aspectos da filosofia e da ética (geral e profissional), da sociologia, da ciência política e dos estudos básicos e propedêuticos da administração, do direito, da contabilidade, da matemática e da estatística econômica.

13/07/2008

 

 

 

 

 

Considerando que as diretrizes do CNE são diversos para cada curso de bacharelado, sendo regras distintas para cada curso, os membros do Conselho de Centro do CCSA deliberaram pela revogação do tópico 2.3.1 do  PPP da FURB, concedendo autonomia dos NDE`s na elaboração dos PPP`s dos cursos de graduação de forma a cumprir as Diretrizes curriculares Nacionais inserindo nos componentes curriculares os conteúdos necessários ao atendimento das DCN`s e uma boa formação profissional.

Entendemos que a inserção de componentes curriculares nos cursos pelos NDE`s, discussão nos Conselhos de Centro e posteriormente no CEP tornarão a discussão mais qualitativa e permitirá uma melhor discussão dos currículos e melhor formação do aluno.


Para participar do Fórum Virtual:

1º) Fazer o Login utilizando seu email da FURB (Servidores: seuemail@furb.br / Alunos: seuemail@al.furb.br )

2º) Entrar no tópico desejado (acima) e clicar na opção Responder.